Centro Médico de Ribeirão Preto

Ribeirão Preto registra redução nos casos de dengue nos primeiros 15 dias de maio


Foram confirmados 101 casos da doença nos primeiros 15 dias do mês; 
em maio de 2019, foram confirmados 4.840 casos de dengue

 

A Secretaria da Saúde de Ribeirão Preto divulgou nesta segunda-feira (18) o Boletim Epidemiológico do município. Dados atualizados revelam que, nos primeiros 15 dias do mês de maio, foram confirmados 101 casos de dengue na cidade. 
O levantamento realizado pelo Departamento de Vigilância em Saúde mostra que, em comparação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 4.840 casos da doença, houve uma redução de 97,91% de pessoas infectadas pelo mosquito Aedes aegypti.
Já no acumulado do ano de 2020, foram confirmados 14.253 casos da doença na cidade, um aumento de 18,45% se comparado ao mesmo período de 2019, quando foram registrados 12.033 casos da doença.
 “Oitenta por cento dos casos estão nas casas das pessoas e a conscientização da população é fundamental. Cada morador deve cuidar do seu quintal, eliminando focos de água parada para que o mosquito não se desenvolva. Portanto, além das nossas atividades, precisamos muito da participação da população limpando sua própria casa”, alerta o secretário da Saúde, Sandro Scarpelini.
 A diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Luzia Marcia Romanholi Passos, ressalta os cuidados que devem ser tomados para frear a proliferação do mosquito que transmite a dengue.
 “A conscientização e ajuda da população são fundamentais para o controle da doença. Portanto, solicitamos aos moradores da cidade que limpem suas casas e seus quintais semanalmente e não deixem acumular água parada, ambiente ideal para o mosquito crescer. Somente assim conseguiremos vencer essa batalha na cidade”, alerta a diretora.
 
Coronavírus, Gripe H1N1 e Sarampo

Foram registrados 12 óbitos causados por infecção pelo novo coronavírus (COVID-19) na cidade e, neste domingo (17), 507 casos foram confirmados, 2.173 notificados e 1.338 descartados. Os exames foram encaminhados para análise ao Instituto Adolfo Lutz, na capital paulista, e ao Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, campus Ribeirão Preto.
 Com relação à Síndrome Respiratória Aguda Grave (gripe causada pelo vírus Influenza), foram confirmados sete casos nos primeiros 15 dias de maio de 2020.
No período, nenhum caso de sarampo em Ribeirão Preto foi notificado, um está em investigação, quatro confirmados em 2020 e 12 foram descartados.
 O Boletim Epidemiológico está disponível na página da Prefeitura de Ribeirão Preto (www.ribeiraopreto.sp.gov.br). (Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto)